eSocial foi prorrogado?

Agora é quase oficial, só falta a publicação.

_______________

Notícia do portal do eSocial

Seminário de simplificação do eSocial

Simplificação do eSocial

Representantes dos entes envolvidos com o eSocial participaram de Seminário em Brasília para debaterem a simplificação do eSocial. Encontro faz parte do esforço de simplificação previsto na Portaria nº 300, de 13 de junho de 2019.

Aconteceu em Brasília de 16 a 19 de junho, na ENAP – Escola Nacional de Administração Pública, um encontro entre representantes dos entes envolvidos com o eSocial para que fossem definidas as mudanças previstas para a simplificação da plataforma.

Estava na pauta dos debatedores a revisão de todo o leiaute, de forma a eliminar informações redundantes ou que já constem nas bases dos órgãos; a otimização dos eventos, com a exclusão de campos; e a melhoria dos módulos web, de acordo com pesquisas feitas com usuários, com foco na usabilidade e facilidade.

Também foi tratada a substituição das obrigações, com o intuito de identificar os pontos que precisam ser resolvidos de maneira a acelerar o processo.

Como resultado preliminar já foram decididas as seguintes alterações:

Dos 38 eventos obrigatórios no eSocial para as empresas, ao menos 10 serão permanentemente eliminados e muitos dos quase dois mil campos exigidos também serão excluídos.

No evento de admissão, muitos campos antes facultativos, mas que geram dúvida no preenchimento, serão eliminados, como os grupos de CNH, CTPS, RIC, RG, NIS e RNE.

No cadastro empresarial e de estabelecimentos serão excluídas as informações de razão social, indicativos de cumprimento de cotas de aprendizagem e PCD, indicativo de ser empresa de trabalho temporário, modalidade de registro de ponto, entre outros.

Em acréscimo à eliminação de campos, serão retiradas muitas regras de validação, para facilitar a prestação da informação.

CRONOGRAMA

Foi definida a prorrogação por mais 06 (seis) meses para início da obrigatoriedade de envio dos eventos periódicos para as empresas constantes no Grupo 3 e de todos os eventos de SST – Segurança e Saúde no Trabalho. Veja as novas datas:

Evento

Nova data de obrigatoriedade

Eventos periódicos – Grupo 3

Janeiro/2020

Eventos de SST –  Grupo 1
Eventos de SST –  Grupo 2

Julho/2020

Eventos de SST –  Grupo 3

Janeiro/2021

A publicação do novo calendário deverá ocorrer após o dia 28 de junho, quando passa a vigorar a nova composição do Comitê Gestor do eSocial, conforme Portaria nº 300, de 2019.

 

Fonte: http://portal.esocial.gov.br/noticias
Publicado: 24/04/2019 18h40

 

2 comentários

  1. Parabéns Bete!! Sempre trazendo a noticia em primeira mão!!
    Do que está implementado e funcionando, eu particularmente, acho um regresso para o sistema, além disso, na minha opinião quando há muita mudança do que já está definido o empresariado sempre acha que não vai vigorar e acaba deixando sempre para ultima hora as adequações, sempre aguardando novo prazo para as obrigações. Com relação a SST eu vejo como maior problema de implementação para o sistema visto que tendo um CNPJ, está obrigado no mínimo ao PPRA e hoje uma grande maioria dos pequenos nem sabe o que é isso. Mas estamos na labuta… Grande abraço!

    1. Oi Marco

      Obrigada. Tentamos estar sempre a par das mudanças, mas te confesso que ultimamente tem sido muito difícil.

      Realmente, as mudanças agora, aos 45 do segundo tempo, com sistemas desenvolvidos, testados, disponibilizados, suporte treinado, equipes treinadas, gerará muito mais retrabalho.
      Retirar o que foi desenvolvido, jogar em abas apartadas, para facilitar a usabilidade, porém obrigando a manter as informações, pois quando obrigações antigas precisam ser geradas, devem ser com a posição da época.

      O mais coerente teria sido inciar com um projeto enxuto e ir aprimorando, mas como dizemos na área de TI, os projetos tem sido GPAs – Grandes projetos Antecipados, que geram Bandos de Dados e não Bancos de Dados.

      Projetam uma base única e fazem CTPS digital, Titulo Digital, Carteira de Motorista Digital, ou seja, tudo meio incoerente, cada um procurando puxar o assado para o seu lado sem pensar em resolver o todo.
      Por que não um documento único com as informações de onde vota, qual é a habilitação e os vínculos?
      Para que CTPS digital? Se as informações estão todas no eSocial a CPTS é uma pesquisa no eSocial, pelo trabalhador a partir do seu CPF.
      E por aí segue….

      Mas, vamos lá.
      Escolhemos essa profissão, ehehehe, bora estudar, trabalhar e desvendar mais esta mudança.

      Abraços meu grande amigo.

      Att

Comentários foram desabilitados.

%d blogueiros gostam disto: